O que considerar para implementar SD-WAN na sua empresa

Empresas de todos os tamanhos estão considerando SD-WAN como um meio de lidar com o crescente tráfego de rede, desencadeado pela migração de datacenters para a nuvem, a proliferação da Internet das Coisas (IoT), o foco na colaboração e pela procura sem precedentes de dispositivos sem fios e aplicações ricas e intensas em largura de banda.

Aquelas que convertem 90% ou mais de seus sites para o SD-WAN obtém melhorias mensuráveis: 20% de redução nos recursos de WAN, 33% de redução no tempo gasto pela equipe de WAN na resolução de problemas, 69% de redução no tempo em que um site fica fora do ar em um ano e 80% de redução na extensão de incidentes individuais.

O que está mudando com SD-WAN?

SD-WAN é uma aplicação para gerenciamento de redes WAN, ou seja, redes definidas por software (SDN) em um contexto de (WAN). As empresas usam SD-WAN para conectar redes corporativas em grandes áreas geográficas e filiais. O SD-WAN cria uma sobreposição na topologia de rede existente, possibilitando conectar diversas unidades espalhadas geograficamente. SD-WAN elimina uma quantidade razoável de custos de hardware e serviço necessários para conectar soluções por meio da nuvem.

Uma solução de SD-WAN à prova de falhas para comunicações em tempo real e de missão crítica possui as seguintes características:

  • Mensuração contínua e unidirecional de perda de pacotes, latência, instabilidades e utilização de largura de banda em todos os caminhos possíveis entre dois locais.
  • Respostas em fração de segundos para adaptação aos problemas da rede, como falhas de link ou dispositivo e “quedas de energia”, devido a congestionamentos, que afetam o desempenho do aplicativo na WAN.
  • Agregação inteligente de link usando toda largura de banda por meio de conexões diferentes, mesmo para um único fluxo TCP.
  • Replicação de pacotes opcionais, oferecendo suporte a aplicativos em tempo real com qualidade platinum.
  • Qualidade de serviço (QoS) de entrada e múltiplas origens, permitindo que aplicativos em tempo real sejam executados por meio de conexões WAN com entradas compartilhadas e com utilização de conexão continuada em 90 por cento ou mais sem afetar a qualidade da experiência do usuário (QoE).
  • Orquestração e análise centralizadas, oferecendo facilidade de gerenciamento com visibilidade WAN, altamente granular e sem precedentes.

    Figura 1 – Variações de Rede

Existem razões imperiosas para a adoção de SD-WAN: a tecnologia reduz a latência, otimiza a utilização da infraestrutura WAN, reduz custos e proporciona uma melhor gestão.

Figura 2 – Diferença entre SD-WAN e MPLS

Com as tendências de SD-WAN, todo CIO deve se perguntar: “Em qual linha do meu negócio o SD-WAN pode agregar valor e o maior ROI? E qual é o business case para SD-WAN?”

Definindo o business case

Identificar e definir o business case é o primeiro passo para a implantação de SD-WAN. Naturalmente, os gestores de TI vão querer aumentar a disponibilidade de banda para atender as exigências decorrentes do crescimento dos negócios. Fazer isso com MPLS é caro. Já o SD-WAN possibilita o aumento da largura de banda sem aumentar consideravelmente o custo. As empresas estão em vias de considerar SD-WAN e atualizar a sua infraestrutura para aproveitar as vantagens de MPLS, ADSL e conexões 3G/4G/5G. Com SD-WAN é possível fornecer visibilidade às aplicações, permitindo aos gestores de TI priorizarem o tráfego com base na criticidade da aplicação.

Analisando o business case

Uma vez definido o business case e estabelecidos os objetivos comerciais, o esforço deve ser dirigido à análise do caso para soluções adequadas. Isto envolve examinar:

  • Arquitetura: sua empresa tem uma arquitetura de segurança de rede centralizada, largamente distribuída e baseada em nuvem?
  • Utilização: existe tráfego CIFS na sua rede WAN? E tráfego em tempo real?
  • Análise de segurança: este é um aspecto importante da análise e as soluções implementadas devem estar alinhadas com os requisitos de conformidade do negócio. A análise deve incluir:
    • Requisitos de visibilidade de tráfego;
    • Arquitetura do servidor proxy
    • Requisitos de conformidade e isolamento
  • Custo: Você tem MPLS rodando na sua empresa ou pretende adquirir? Qual é o custo por Mbps? Qual é o custo para gerenciar e manter o hardware WAN?

Identificando potenciais problemas

Durante a fase de análise técnica, as deficiências da WAN precisam ser compreendidas e documentadas. Isso será de grande importância ao determinar as especificações da SD-WAN. Este estágio requer dados da rede existente, plataformas de monitoramento ou do provedor de serviços e então submeter os dados à análise. Alguns tópicos a serem analisados incluem:

  • Dependência do provedor de telecomunicação: a empresa precisa de um provedor de serviços específico para fornecer links MPLS e acesso à Internet? Deve ser analisado por localidade, devendo a respetiva participação de MPLS e fornecedores de serviços de Internet ser registrada separadamente.
  • Gerenciamento descentralizado: a empresa investiu pesadamente no gerenciamento de WAN tradicional e, na maioria dos casos, distribuiu o controle sobre a WAN. O modelo de gerenciamento do SD-WAN é centralizado e completamente diferente. Mover-se de um para o outro pode ser um desafio.
  • Automatização limitada por configuração: gerenciar várias conexões de última milha, otimizar equipamentos e manter registros de políticas é um processo manual. Mas algumas empresas podem obter automação parcial.
  • WAN híbrida: à medida em que a empresa usa WAN híbrida (uma combinação de links MPLS e Internet) determina a eficácia da implementação SD-WAN. A inteligência SD-WAN determina como distribuir o tráfego por meio dos links.
  • Complexidade operacional: a complexidade dos requisitos de conectividade, a utilização da largura de banda e o número de aplicações baseadas na Internet, ajudarão a determinar vários parâmetros para uma implementação adequada de SD-WAN.
  • Utilização da largura de banda: a utilização da largura de banda pelo número crescente de aplicações de Internet é fundamental para prever os custos e atender a meta de custos com MPLS.
  • SaaS e nuvem pública sob demanda: estimar SaaS e tráfego baseado na nuvem determinará a carga na SD-WAN.
  • QoS: ao analisar a configuração WAN, a empresa compreenderá como é configurado Quality of Service.

Crescimento do negócio: qual é a previsão para o crescimento do negócio? As discussões com a alta direção definirão o futuro roadmap para implementação da SD-WAN.

Escolhendo um SD-WAN

Ao criar um business case, analisando-o e listando as áreas problemáticas, as mais adequadas soluções de SD-WAN podem ser identificadas. Nesta fase, as empresas precisam da assistência de um experiente integrador de soluções que pode avaliar as diversas opções de SD-WAN e escolher a melhor solução adequada.

O mercado de SD-WAN possui diversas opções. É difícil para uma empresa determinar as características técnicas que satisfaçam os requisitos empresariais, superem os problemas existentes e proporcionem uma solução preparada para o futuro. Esta é uma tarefa do parceiro integrador.

Os benefícios das SD-WANs são irrefutáveis. Estes benefícios são de natureza técnica e comercial e resolvem vários problemas associados às WANs tradicionais. Com a crescente adoção de tecnologias baseadas na nuvem, a inauguração de novas unidades, a necessidade de comunicações unificadas e o crescimento das comunicações baseadas em vídeo, a empresa não terá alternativa a não ser investir em SD-WAN.

A tecnologia SD-WAN cria uma rede mais eficiente e dinâmica, proporcionando:

Gerenciamento e operação simplificados.

Redução de custos.

Disponibilidade, confiabilidade e agilidade ampliadas.

Mais visibilidade e segurança.

Sobre o autor

Ismael Pereira

Especialista Teledata

Ismael tem mais de 20 anos de experiência na área de TI e Telecom, atendendo empresas de diversos portes e segmentos. Possui várias certificações de indústrias líderes que incluem Oracle Communications, Alcatel-Lucent, Intel Next Generation Center entre outras.

Fale com um Especialista

SOLICITAR CONTATO